Câmara participa de evento sobre o fracking na Argentina

por Paulo Torres publicado 04/11/2015 11h55, última modificação 06/11/2015 18h09
A Câmara Municipal de Toledo participa no Senado da Argentina de um seminário sobre extração mineral que discute o uso da tecnologia do fracking para exploração do gás natural do subsolo. Os vereadores Tita Furlan, presidente da Comissão do Meio Ambiente, e Vagner Delabio representam o Poder Legislativo de Toledo no evento, que conta também com a presença do deputado estadual José Carlos Schiavinato (PP) e ainda dos deputados Rasca Rodrigues (PV), Márcio Nunes (PSC) e Fernando Scanavaca (PDT). Os vereadores toledanos foram designados pela Câmara Municipal através da Portaria nº 169, assinada pelo presidente Ademar Dorfschmidt, para representar Toledo no período de 2 a 7 de novembro no evento na Argentina. O evento na Argentina também conta com representantes do Uruguai, Chile, Equador e Bolívia. O seminário busca uma agenda comum na luta contra a exploração do gás de xisto com uso do fracking na América Latina.
Câmara participa de evento sobre o fracking na Argentina

Comitiva de Toledo durante reunião com o senador Fernando Solanas no Senado da Argentina

 

A Câmara Municipal de Toledo participa no Senado da Argentina de um seminário sobre extração mineral que discute o uso da tecnologia do fracking para exploração do gás natural do subsolo. Os vereadores Tita Furlan, presidente da Comissão do Meio Ambiente, e Vagner Delabio representam o Poder Legislativo de Toledo no evento, que conta também com a presença do deputado estadual José Carlos Schiavinato (PP) e ainda dos deputados Rasca Rodrigues (PV), Márcio Nunes (PSC) e Fernando Scanavaca (PDT) – designados pela Assembleia Legislativa do Paraná.

Os vereadores toledanos foram designados pela Câmara Municipal através da Portaria nº 169, de 29 de outubro, assinada pelo presidente Ademar Dorfschmidt, para representar Toledo no período de 2 a 7 de novembro no evento na Argentina. A portaria também autoriza o uso de veículo da Câmara no deslocamento a Puerto Iguazu com a condução de Vagner Delabio e a presença do servidor Renato Augusto Eidt na comitiva.

O evento na Argentina também conta com representantes do Uruguai, Chile, Equador e Bolívia. O seminário foi chamado pelo senador argentino Fernando Pino Solanas, que como cineasta é autor e diretor do filme La Guerra del Fracking, e busca uma agenda comum na luta contra a exploração do gás de xisto com uso do fracking na América Latina.

Na terça-feira (3), o Salão Illia do Senado da Argentina, onde era realizado o seminário, teve que ser esvaziado no final da tarde devido a uma ameaça de bomba. Uma unidade da Polícia Federal vistoriou as instalações do Palácio Legislativo, mas não encontrou nada.

A programação dos vereadores prevê entre os dias 2 e 4 agendas políticas na capital argentina, no dia 3, reunião com parlamentares do Mercosul para discutir a criação de uma Frente Latino-Americana contra o Fracking, e no dia 4 encontro com representantes de movimentos sociais antifracking da Argentina.

Já na segunda etapa da missão parlamentar, entre os dias 5 e 7 de novembro, os participantes visitarão as províncias de Neuquén e Rio Negro, onde já há exploração e produção de gás natural pelo método fracking. 

 

error while rendering plone.comments