Primeira sessão tem anúncio de alta nas receitas maior que a da folha

por Paulo Torres publicado 04/02/2019 17h55, última modificação 05/02/2019 13h52
Em exposição do Poder Executivo sobre a situação do Município de Toledo na sessão inaugural do ano legislativo de 2019 na Câmara de Toledo, o prefeito Lucio de Marchi disse aos vereadores que apesar da crise política que afetou muito nossa economia o percentual de gastos com a folha salarial está aumentando menos que as receitas. O prefeito foi convidado à tribuna pelo presidente da Câmara, Antônio Zóio, e disse aos vereadores que, após 5 anos, em 2017 a folha subiu menos que as receitas, o que repetiu-se em 2018 e deve tirar Toledo do limite prudencial de gastos com pessoal. Enquanto em 2017 a folha subiu 8%, as Receitas Correntes Líquidas subiram 8,94% e em 2018 as Receitas Correntes Líquidas subiram 5,37% contra 5% dos gastos com pessoal.
Primeira sessão tem anúncio de alta nas receitas maior que a da folha

Vereadores acompanham explanação do prefeito na abertura do ano legislativo

 

 

 

IMG_5087a.JPGEm exposição do Poder Executivo sobre a situação do Município de Toledo na sessão inaugural do ano legislativo de 2019 nesta segunda-feira, dia 4 de fevereiro, na Câmara de Toledo, o prefeito Lucio de Marchi disse aos vereadores que apesar da crise política que afetou muito nossa economia o percentual de gastos com a folha salarial está aumentando menos que as receitas. O prefeito foi convidado à tribuna pelo presidente da Câmara, Antônio Zóio, e disse aos vereadores que, após 5 anos, em 2017 a folha subiu menos que as receitas, o que repetiu-se em 2018 e deve tirar Toledo do limite prudencial de gastos com pessoal.

Enquanto em 2017 a folha subiu 8%, as Receitas Correntes Líquidas subiram 8,94% e em 2018 as Receitas Correntes Líquidas subiram 5,37% contra 5% dos gastos com pessoal. “Não foi fácil dois anos com limite prudencial estourado, sem poder contratar ninguém”, disse Lucio de Marchi aos vereadores lembrando as restrições impostas pela Lei de Responsabilidade Fiscal aos municípios que ultrapassam o percentual de 51,3% de gastos com pessoal. O prefeito lembrou porém que foram contratados 155 professores via judicial para atender a área educacional e expôs aos vereadores algumas obras e programas em andamento ou a serem iniciados.

Lucio de Marchi disse que tudo que foi listado em seu plano de governo será priorizado e pretende desenvolver “o maior programa de recapeamento asfáltico da história de Toledo”. O prefeito disse que foram recuperados 70 quilômetros de asfalto rural e estão sendo feitos outros 23 quilômetros de asfalto novo, estando previstos 30 quilômetros de novas pavimentações para que morar no campo seja motivo de prazer e orgulho, agradecendo ainda os vereadores pela aprovação do financiamento do Finisa junto à Caixa Econômica Federal pela Câmara.

Segundo Lucio estão sendo investidos R$ 450 mil na UBS de Novo Sarandi, que em breve estará reformada e ampliada, além de próximo de R$ 700 mil na UBS de Vila Nova, onde a empreiteira tem 180 dias para entregar a obra. Citou ainda a obra na UBS do América/Europa, apontando que a reforma na UBS da Vila Industrial foi entregue e a do Coopagro deve ser entregue até 5 de março, vindo em seguida a do Panorama e a do Centro. Já a UBS de Cerro da Lola deve ser entregue em 15 dias e as de Bom Princípio e de Ouro Preto nos próximos dias devem ter abertura de licitação, além de afirmar que em breve deve ter uma novidade para Toledo e os 18 municípios da microrregião no setor de saúde, mas sem dar maiores detalhes.

Lucio de Marchi relatou aos vereadores ainda sobre a educação, apontando as escolas em construção nos bairros Gisela e Porto Alegre e reformas em escolas de Boa Vista, Bom Princípio e São Luiz do Oeste. O prefeito relatou aos vereadores ainda que devem ser feitas dez unidades de esportes novas, incluindo bairros como Pioneiro, Jardim Da Mata e Redenção nos próximos dias, além do Panorama II em breve. Também devem ser beneficiadas as comunidades de São Luiz do Oeste, Pancera e Félix Lerner, entre outras, com os recursos estando assegurados e a licitação devendo sair em breve, disse o prefeito aos vereadores na abertura do ano legislativo na Câmara de Toledo, onde também compareceu o vice-prefeito Tita Furlan, o assessor jurídico Luiz Paulo Chrispim Guaraná e o secretário de Administração Moacir Vanzzo.

Segundo a Lei Orgânica de Toledo, em seu artigo 55, inciso X, cabe ao prefeito “remeter mensagem e plano de governo à Câmara por ocasião da abertura de cada sessão legislativa, expondo a situação do Município e solicitando as providências que julgar necessárias”.

error while rendering plone.comments