Câmara lembra 50 anos da morte de Willy Barth

por Paulo Torres publicado 03/12/2014 09h27, última modificação 03/12/2014 09h29
A Câmara Municipal de Toledo lembrou em sessão os 50 anos do falecimento do desbravador e então prefeito Willy Barth, em 2 de aabril de 1962. O vereador Leoclides Bisognin registrou a trajetória do empresário e colonizador gaúcho, que tornou-se sócio da Madeireira e Colonizadora Rio Paraná-Maripá e liderou por vários anos o desbravamento do Oeste do Paraná. A homenagem contou com a presença de familiares e destacou a primeira visita de Willy Barth a Toledo em 1948, seguida da vinda no ano seguinte e a mudança com sua família em 1950. Em sua morte Willy Barth exercia o mandato de prefeito de Toledo para o qual fora eleito em 14 de dezembro de 1960 e que se estenderia até 13 de dezembro de 1964. Ele estava em Guaraniaçu, em campanha para o Senado.
Câmara lembra 50 anos da morte de Willy Barth

Beth, filha de Willy Barth, agradeceu à Câmara em nome da família



A Câmara Municipal de Toledo lembrou na sessão de segunda-feira, dia 2 de abril, os 50 anos do falecimento do desbravador e então prefeito Willy Barth. O vereador Leoclides Bisognin lembrou a trajetória do empresário e colonizador gaúcho, que tornou-se sócio da Madeireira e Colonizadora Rio Paraná-Maripá e liderou por vários anos o desbravamento do Oeste do Paraná. A homenagem contou com a presença de familiares e destacou a primeira visita de Willy Barth a Toledo em 1948, seguida da vinda no ano seguinte e a mudança com sua família em 1950. Seu trabalho ao lado da esposa Diva Rodrigues Paim Barth e das filhas Vera Regina, Maria Bernardete, Ana Beatriz e Maria Cristina também foram lembrados, bem como a sua morte em 2 de abril de 1962, quando, exercendo o mandato de prefeito de Toledo para o qual fora eleito em 14 de dezembro de 1960, realizava campanha para senador em Guaraniaçu.

A homenagem destacou sua escolha de Toledo como quartel-general da colonização do Oeste do Paraná e sua liderança e capacidade de administrar conflitos, que o levou a ser homenageado pela Mesa Diretora da Câmara com a cidadania honorária em 25 de julho de 1956, em sessão extraordinária no Clube do Comércio. Já em 1962, após sua morte, a antiga Praça Rui Barbosa ganhou seu nome e busto, além de várias outras homenagens e, mais recentemente, em 1981, a Câmara Municipal criou a Medalha Willy Barth, que contempla personalidades como um reconhecimento de Toledo e já foi entregue a 61 lideranças, por iniciativas do Legislativo e também do Executivo. Velado em Toledo, o corpo de Willy Barth foi sepultado em Caxias do Sul, de onde seus restos mortais foram transferidos em 2004 para o Cemitério Municipal Cristo Rei. Falando em nome da família a filha Maria Bernardete “Beth” Barth agradeceu e disse que quando se homenageia Willy Barth homenageia-se todas as pessoas que vieram e semearam a grande cidade que é Toledo.


Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.